Coordenação da Formação em Contexto de Trabalho (FCT)

fctA complementaridade entre as vertentes educação, formação e emprego é fundamental para uma melhor articulação e organização dos cursos profissionais, ou seja, para aumentar o nível de formação e de competência dos alunos, de forma a assegurar o desenvolvimento económico e social do país e contribuir para a redução sustentada do desemprego. Neste sentido, a inserção da Formação em Contexto de Trabalho no currículo dos cursos profissionais, nomeadamente no Curso Técnico Electrónica Automação e Computadores e no Curso Profissional Técnico Electrónica Gestão e Equipamentos Informáticos, constituiu um valor acrescentado para o reforço das competências dos alunos e estas geram, por si só, novas oportunidades de inserção na vida activa, reforçando a competitividade da escola a médio e longo prazo e, em simultâneo, oportunidades de melhoria constante.

 

Com a implementação da Formação em Contexto de Trabalho (FCT) é desenvolvido um trabalho colaborativo muito próximo e eficaz e assim reforçados os laços de cooperação entre a ESTEL e as empresas. O conhecimento mútuo das capacidades dos actores envolvidos potencia essas capacidades e saem reforçadas as competências da ESTEL, fortalecendo um sistema que assume um papel nuclear na melhoria dos níveis de qualificação dos jovens. Contribui, também, de forma significativa para a criação de emprego mais qualificado e para o exercício autónomo de actividades geradoras de rendimento. A importância resulta da consciencialização das empresas para as vantagens da formação ministrada na ESTEL e da aproximação da ESTEL às empresas e às suas reais necessidades. Numa perspectiva mais alargada, a motivação dos alunos está dependente da percepção do nível de desempenho pessoal na escola e em particular na FCT. Se o aluno, durante a FCT,  ao desempenhar uma tarefa, percebe o que está a fazer e sabe para que serve poderá adquirir uma dinâmica de sucesso que se extende à escola. Neste sentido, o reconhecimento, por parte da empresa, das competências e motivações do aluno, poderá ter como resultado uma maior valorização do trabalho desenvolvido e consequente abertura de uma porta profissional para a sua inserção na vida activa.

 

A FCT é um conjunto de actividades profissionais desenvolvidas sob coordenação e acompanhamento da escola, que visam a aquisição ou o desenvolvimento de competências técnicas, relacionais e organizacionais relevantes para o perfil de desempenho à saída do curso frequentado pelo aluno.

 

Coordenador da FCT

Assegurar a articulação entre a escola e as entidades de acolhimento da FCT, identificando-as, seleccionando-as, preparando protocolos, participando na elaboração do plano da FCT e dos contratos de formação, procedendo à distribuição dos formandos por aquelas entidades e coordenando o acompanhamento dos mesmos, em estreita relação com o orientador e o monitor responsáveis pelo acompanhamento dos alunos;

 

Orientador da FCT

Responsabilidades específicas do professor orientador da FCT:

a) Elaborar o plano da FCT, em articulação com a direcção executiva, o Coordenador da FCT, bem como, quando for o caso, com os demais órgãos ou estruturas de coordenação pedagógica, restantes professores e monitor designado pela entidade de acolhimento;

b) Acompanhar a execução do plano de formação, nomeadamente através de deslocações periódicas aos locais de realização da FCT;

c) Avaliar, em conjunto com o monitor designado pela entidade de acolhimento, o desempenho do aluno formando;

d) Acompanhar o aluno formando na elaboração dos relatórios da FCT;

e) Propor ao conselho de turma, ouvido o monitor, a classificação do aluno formando na FCT.